Buscar

Dificuldade na fala das crianças deve ser motivo de atenção.


Todo atraso no desenvolvimento de uma criança precisa de atenção, quando os pais percebem algum atraso, precisam procurar ajuda e quando esse atraso é na fala, isso pode significar diversas coisas.

É importante lembrar que a comunicação não está restrita à fala, todos têm a capacidade de se comunicar, por gestos, expressões e olhares. A partir do primeiro ano, já é comum que as crianças pronunciem suas primeiras palavras, a partir dos dois anos formam as primeiras frases e a partir dos três já são capazes de formar orações mais completas e de fácil compreensão. A partir dos cinco anos a fala já é parecida com a de um adulto. O marco cientifico para identificar a dificuldade na fala é aos 2 anos e seis meses, pois a janela de linguagem da criança é entre 0 e 18 meses, neste período os neurônios crescem e formam as conexões, após os 4 anos o desenvolvimento é mais lento, por isso quanto mais precoce o diagnóstico, maiores são as possibilidades de desenvolvimento.

Em casos de atraso da fala é necessário a atuação conjunta entre médicos e fonoaudiólogos, pois primeiro é preciso descartar problemas genéticos, psiquiátricos e auditivos por meio de exames clínicos.

Descartadas as demais possibilidades, o atraso da fala pode ser:

· Transtorno de Desenvolvimento de Linguagem (TDL)

Estima-se que de 7% a 10% da população infantil, de um a cinco anos, tem boa compreensão, funções cognitivas preservadas e boa audição, mas não desenvolve a linguagem como o esperado por conta de um distúrbio chamado Transtorno de Desenvolvimento de Linguagem (TDL), neste caso, o especialista só pode chegar ao diagnóstico após o início do tratamento.

O TDL é um problema crônico para toda a vida, mas com a intervenção correta é possível ter ganhos de desenvolvimento, a integração da criança em uma escola regular é de grande auxílio no desenvolvimento, pois permite que a criança tenha acesso a atividades pedagógicas e ao convívio com outras crianças. A partir do momento que a criança começa a se desenvolver fora do ambiente clínico, é um indício de que o problema é um atraso e não um distúrbio.

· Transtorno do Espectro Autista

O atraso na fala também pode ser um sintoma de transtornos como o autismo e nestes casos com um bom acompanhamento é possível ter sucesso no desenvolvimento da criança. Lembrando que este não é um sintoma de todos os casos, há casos de autismo em que a criança tem uma excelente fala.

· Apraxia de Fala

Em casos de apraxia, se não for diagnosticado na infância, isso pode causar dificuldades para toda vida.

A Apraxia de Fala na Infância se caracteriza pela dificuldade muscular ao formar palavras, o cérebro envia o comando da fala, mas os músculos da face não recebem a informação correta e não conseguem realizar os movimentos necessários para que o som da palavra saia corretamente. Essa é uma condição pouco conhecida e de difícil diagnóstico, por isso estar atento aos sinais é muito importante.

Em caso de suspeita no atraso de linguagem procure um neurologista e um fonoaudiólogo.

196 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo