Buscar
  • Cintia Aleixo

Musicoterapia, o que é?


O primeiro registro escrito falando sobre musicoterapia ao qual temos acesso são os Papiros de Lahun, uma coleção de textos egípcios antigos. Através desses arquivos arqueológicos, pode-se constatar que a musicoterapia, mesmo não sendo a mesma de hoje, era amplamente utilizada nos templos egípcios, também há registros que mostram que a música tinha importância social e terapêutica desde a Grécia antiga.

A primeira vez que o potencial terapêutico da música foi reconhecido foi no século IX, durante a Idade de Ouro Islâmica, onde era amplamente utilizada.

A música está em todos os lugares, está presente nas nossas lembranças, alegres ou tristes. A musicoterapia é uma forma de tratar os pacientes usando a música, trabalha com a saúde ao utilizar formas de aprendizado, expressões e arte, promovendo a saúde de todos.

A musicoterapia tem sido bastante utilizada no Brasil. Os profissionais que atuam nesta área se formam em cursos superiores oferecidos em escolas de arte, tendo em vista que, para praticar a profissão, é necessário ter um domínio avançado de instrumentos musicais como o piano e o violão.

Trabalham em clínicas, hospitais psiquiátricos, instalações de reabilitação, ambulatórios, centros de tratamento de creche, agências que atendem pessoas com problemas de desenvolvimento e diversos outros lugares.

Para o desenvolvimento das crianças a musicoterapia é uma excelente opção, pois é capaz de proporcionar bem-estar ao mesmo tempo em que tem uma grande capacidade de aprendizagem.

Para utilizar a musicoterapia, o paciente não precisa ter conhecimento de música ou saber tocar algum instrumento, na terapia, a utilização de letras de música ou apenas instrumental ou a utilização dos instrumentos tem como objetivo reconhecer os sons e ter a possibilidade de expressar suas emoções através destes sons.

Essa terapia pode ser utilizada em qualquer área que haja demanda, promovendo saúde, reabilitando ou como ferramenta de prevenção ou simplesmente para melhorar a qualidade de vida. Ela age diretamente na região do cérebro que é responsável pelas emoções, aumentando a produção de endorfina a proporcionando motivação e efetividade.

A musicoterapia é capaz de proporcionar inúmeros benefícios, estimula o bom humor, reduz a ansiedade, o estresse e a depressão, também melhora a expressão corporal, aumenta a capacidade respiratória, estimula a coordenação motora, melhoram os distúrbios do comportamento, melhora a qualidade de vida, entre muitos outros.

É importante que por se tratar de um tratamento com objetivos, deve ser orientado por um profissional capacitado e nós da Neurokids contamos com profissionais qualificados para melhor atendê-lo.


33 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube

Orgulhosamente criado por Neurokids

© 2019 por Neurokids