Buscar
  • Cintia Aleixo

Seletividade Alimentar em crianças com TEA


A dificuldade na alimentação das crianças que estão dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um assunto delicado e queixa frequente, pois além da angústia pelo risco de deficiências nutricionais há também o estresse que acontece durante as refeições. Essa dificuldade alimentar é muito comum para pessoas com TEA, pois eles recebem interferência direta de estímulos sensoriais. As crianças com TEA podem apresentar comportamentos restritivos, seletivos e ritualísticos que afetam diretamente seus hábitos alimentares resultando em desinteresse e recusa para alimentação. E para entender isso, é preciso entender a inflexibilidade mental e os distúrbios sensoriais, que são características do autismo. Por isso devemos compreender que seletividade alimentar não é frescura, mas sim uma dificuldade que a criança com TEA, apresenta para introduzir novos alimentos. Essa seletividade precisa ser trabalhada desde cedo ou poderá permanecer por toda vida. A criança com seletividade pode comer poucos alimentos ou até mesmo aceitar apenas uma opção, recusa experimentar algo novo ou fazer suas refeições em locais diferentes. Essas dificuldades podem acontecer devido à dificuldade em aceitar alimentos novos devido ao cheiro, visual, textura, sabor e etc. Essa dificuldade alimentar deve ser trabalhada junto a um profissional qualificado, para que este passe as informações importantes sobre como iniciar a dessensibilização alimentar. Os profissionais da clínica Neurokids são capacitados para atender pacientes com TEA e seletividade alimentar. Agenda já sua visita pelo telefone 41- 3128-2828

0 visualização
  • Black Facebook Icon
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone YouTube

Orgulhosamente criado por Neurokids

© 2019 por Neurokids